Gatilhos mentais e reeducação alimentar

A mente pode ser tanto uma aliada quanto uma vilã quando o assunto é reeducação alimentar, por isso, ela deve ser a primeira a ser reprogramada para atingir o objetivo desejado

Em uma reeducação alimentar, cortar ou inserir alimentos à rotina não é o único desafio: também é preciso reprogramar a mente. Isso porque, a forma como enxergamos a comida, os pensamentos e atitudes em relação a ela, são fatores essenciais para o sucesso de uma reeducação alimentar.

Segundo a nutricionista e Master em PNL, Gabi Lodewijks, é comum que tenhamos, com relação à alimentação, gatilhos mentais — estímulos que o cérebro humano recebe para a tomada de decisão. “Essas são decisões que o nosso cérebro toma de forma automática, sem que precisemos parar para pensar e analisar durante um longo tempo antes de fazer uma escolha e isso pode afetar diretamente a reeducação alimentar, caso o gatilho mental seja negativo”, alerta. Veja as dicas da profissional!

“Nunca vou conseguir”

É um dos gatilhos mentais mais sabotadores que utilizamos. Na verdade foi uma crença que se estabeleceu dentro de nós e acreditamos ser verdade. Quando vamos iniciar uma mudança, nesse caso na alimentação, logo esse gatilho mental aparece para tentar sabotar o início ou qualquer estágio que esteja durante o processo de emagrecimento.

“Nela funciona, em mim não”

Comparar seu processo com o de outra pessoa não é justo e muito menos benéfico para o seu processo de emagrecimento. Se comparar com outras pessoas pode ser frustrante, pois cada organismo funciona de forma diferente: idade, genética, estilo de vida atual e o que cada pessoa faz para atingir determinado resultado.

A nutricionista Gabi Lodewijks revela os quatro gatilhos mentais que impedem a reeducação alimentar

Escolhas baseadas na emoção

Comer como uma forma de tentar esconder e/ou diminuir uma emoção é uma das atitudes mais comuns. O problema desse gatilho é que a comida passa a ser a única recompensa possível e acabamos não aprendendo a lidar com as emoções, disfarçando elas com comida e engordam. O que chamamos de “comer as emoções”.

Negatividade

Se pensar e repetir que não consegue emagrecer é exatamente isso que vai acontecer, você não irá emagrecer. É preciso trazer um novo significado para o processo de emagrecimento, que deve estar ligado ao lado positivo da jornada. Focar em frases positivas, se elogiar, ressignificar momentos que foram tão bons e fazer melhor.