fases da vida

Cuide da saúde da sua pele ao máximo, em cada fase da vida

Por: Redação      Foto: Divulgação

A pele sempre pede atenção no nosso corpo, mais ainda nos meses em que as temperaturas sobem. Os cuidados nunca cessam, eles começam quando adolescentes e só vão se adaptando de acordo com a idade e as características de cada indivíduo.

De maneira geral, a pele feminina requer mais atenção por conta das frequentes alterações hormonais. “A pele da mulher está constantemente sujeita a alterações hormonais, o que torna imprescindível cuidados específicos para cada fase da vida”, explica a dermatologista Thais Pepe, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia.

É importante lembrarmos que o fotoprotetor sempre é indicado, seja qual for a fase da vida. “Em todas estas fases da vida, o item mais comumente negligenciado tem sido o fotoprotetor. Os efeitos imediatos são os de uma pele bronzeada, porém com o decorrer dos anos, os resultados demonstram, na forma de envelhecimento cutâneo, perda de viço, luminosidade, firmeza e elasticidade, além do risco do câncer de pele”, explica a médica.

Para sabermos quais cuidados necessários de acordo com as mudanças que ocorrem na pele, em cada fase da vida, a dermatologista separou algumas características e indicações:

Adolescência – “O maior problema na adolescência é a acne e a oleosidade, sobretudo pela grande descarga hormonal e alterações no corpo. Mas iniciar, nessa fase, uma boa rotina de cuidados é fundamental. Indicamos o uso de sabonetes neutros, loções tônicas seborreguladoras e hidratantes faciais de uso diário. Para as espinhas, é importante usar secativos com ácido salicílico ou peróxido de benzoíla”, afirma.

Segunda década – “Nesta fase da vida, a pele está plena, sendo que as alterações e modificações hormonais da adolescência já se estabilizaram e se resolveram, e a pele está em boas condições de saúde. As pontes de colágeno e elastina dão brilho e firmeza à pele. No entanto, é nessa época que devemos reforçar os cuidados com hidratação e proteção da pele. Cremes com Vitamina C, Vitamina E, Alistin e ácido hialurônico são indicados. Fotoprotetor é de uso diário”, indica a médica.

Terceira década – “Há uma redução natural na produção de óleo pelas glândulas, além de uma queda nos antioxidantes do organismo. Tudo isso predispõe ao aparecimento das primeiras linhas de expressão, já que a produção do colágeno e da elastina também começam a diminuir. Nutricosméticos com silício Exsynutriment, Bio-Arct, Biotina e Vitamina C são indicados. À noite, o ácido retinoico ou retinol deve ser aplicado com a devida prescrição médica.”

Quarta década – “Com a aproximação da menopausa, fase de grandes modificações hormonais, acontecem muitas alterações na pele. A pele fica mais ressecada, com pouca firmeza, devido à redução na produção das fibras de colágeno e elastina”. Como sugestão, além das vitaminas orais, a dermatologista diz ser indispensável nessa época acrescentar a aplicação de cremes preenchedores e visitar o dermatologista com mais frequência para recuperar a pele com tecnologias como Spectra (manchas), Eletroderme (melhora da textura) e Fotona (rugas).

À partir da quinta década – “Aqui os danos na pele, causados pelo sol, poluição e maus hábitos, são mais evidentes pelo processo cumulativo. Os níveis hormonais diminuem e a pele fica mais frágil e ressecada”. Nesta fase, além dos cuidados anteriores, é muito importante o uso de hidratantes ricos em lipídeos e específicos para a pele madura.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here