durante uma corrida ou caminhada

Essencial para a vida, a respiração deve variar de acordo com o ritmo e a atividade física praticada

Por: Redação     Fotos: Divulgação

Vital para a sobrevivência, a respiração oxigena o corpo e leva nutrientes para as células. Quando se pergunta a alguém se ela sabe respirar a resposta costuma ser automática: Sim, pois respirar é um ato involuntário. Entretanto, o que muitas pessoas não sabem é que, durante a atividade física o corpo necessita de mais ventilação – principalmente durante exercícios intensos – e que ela deve ser adequada de acordo com o ritmo do exercício praticado.

De acordo com o educador físico e personal trainer da academia Turner Prime, Frederico Kempler, normalmente, respirar pelo nariz e expirar pela boca costuma ser melhor, pois o ar entra aquecido, filtrado e úmido no pulmão. No entanto, de acordo com a intensidade do exercício, muitas vezes o nariz não é capaz de suprir a ventilação sozinho, fazendo com que muita gente abra a boca na hora de respirar. “Respirar pela boca não é problema. Pelo contrário, ela ajuda a manter o conforto durante a atividade física”.

O profissional ainda conta que, durante a musculação, o ideal é expirar no momento da força e inspirar no recuo. “A expiração contrai os músculos abdominais, assegurando a estabilidade do corpo para a realização do exercício. A respiração influencia muito na qualidade do exercício no caso da musculação. Não respirar da forma certa pode trazer dor ou desconforto, além de ‘perder’ o efeito do movimento realizado.

Na hora da corrida, não há regras certas para a respiração. Tudo varia de acordo com a intensidade da atividade. Quanto mais intensa a corrida, maior a necessidade de ventilação e, consequentemente, mais difícil respirar apenas pelo nariz, fazendo com que a pessoa precise respirar também pela boca. “Além de cansar mais rápido, a respiração errada pode causar aquela dor lateral que muita gente sente ao correr. Isto é uma espécie de câimbra do diafragma, causada pela respiração inadequada. Outro erro que causa essa dor é conversar durante o exercício”.

Frederico comenta que, em repouso, a frequência respiratória do homem é marcada por cerca de 12 a 20 inspirações por minuto. Ele explica que a respiração correta ainda pode ajudar a diminuir a ansiedade e o estresse, reduzir a tensão dos músculos respiratórios e promover o relaxamento. “Não existe um padrão único de respiração. Tudo varia de acordo com a intensidade e o objetivo da atividade física. O mais importante é estar sempre confortável”, finaliza.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here