família e escola

Quanto mais união houver entre esses dois pilares, família e escola, mais a criança irá se desenvolver

Por: Letícia Ferreira      Foto: Shutterstock.com

Hoje, 15 de outubro, é comemorado o Dia dos Professores. Essa profissão que nos forma como seres humanos, que nos agrega tanto todos os dias e está constantemente em nossas vidas. Os professores são sempre lembrados, seja por seus ensinamentos dentro ou fora das salas de aulas, formando profissionais e caráter também.

O trabalho dos professores é muito importante sim, mas precisa estar em acordo com o trabalho feito pelos pais em casa para que o desempenho escolar do aluno, seja excelente. “O envolvimento dos pais na escola ajuda a diminuir as diferenças de aprendizado entre os mais ricos e os mais pobres, e é fator determinante do sucesso educativo. Melhora a qualidade da educação e o aproveitamento escolar dos alunos e influencia no comportamento geral do aluno, como por exemplo maior concentração nos estudos e nas aulas, disciplina, maior habilidade para lidar com professores, colegas e administração da escola.”, explica Valéria Borges da Silveira, formada em administração e jornalismo, especialista em Gestão e Gestão Empresarial, Orientação e Supervisão Escolar, em seu artigo especial Melhorar o desempenho escolar é uma parceria entre a família e a escola, visando um futuro promissor”.

As atitudes dos pais determinarão como a criança estará envolvida nas atividades escolares. Alguns pais dizem não saber como ajudar, porém, as formas são diversas, por exemplo: ajudar na lição de casa, participar de reuniões e feiras, estar presente em apresentações escolares e sempre que possível, questionar a criança sobre como foi o seu dia na escola. “Os professores, além de informar os pais sobre as notas dos seus filhos devem informar da progressão dos filhos. E por outro lado, os pais devem reconhecer que as tarefas da escola não se limitam a pura transmissão de conhecimentos, mas também proporcionam um engajamento dos filhos à vida. Tanto a escola como a comunidade são espaços de socialização e de aprendizagem. Os pais devem interessar-se pelas aspirações, verificar as dificuldades dos seus filhos e conversarem sempre com eles, motivando-os nos estudos.  E essa “parceria” entre família e escola faz com que a criança se sinta mais integrada e segura, apesar das múltiplas diversidades que possam existir.”, completa Valéria.

No convívio com a família, a criança passa a conhecer valores como: disciplina, obediência, respeito, autoridade e conhecimento. Os pais transmitem isso no dia a dia, muitas vezes sem perceber. “E devem organizar uma rotina familiar diária, elaborando um horário de forma a proporcionar tempo de sono suficiente, uma hora e lugar adequado para o estudo, uma hora certa para finalizar os trabalhos de casa, fixar o tempo passado em frente à televisão e aparelhos eletrônicos.”, explica a profissional.

Quanto mais união houver entre esses dois pilares, família e escola, mais a criança irá se desenvolver. “Uma boa colaboração, cooperação e interação entre a família e a escola traduz-se sempre em vantagens para as duas instituições. Os pais compreendem melhor o desempenho dos professores. E a escola passará a contar com mais recursos comunitários na materialização das diversas atividades, pois o envolvimento das famílias melhora a imagem da escola e aproxima a escola da comunidade. Portanto compete aos pais e à escola a tarefa de tornar as crianças cidadãos participativos e conscientes dos seus deveres e direitos.”, conclui Valéria.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here