CORAÇÃO BEM TRATADO

0
Foto: (Shutterstock.com)

Três nutrientes são essenciais para que o coração funcione perfeitamente

No sábado, dia 29 de setembro, comemora-se o Dia Mundial do Coração, estabelecido pela Federação Mundial do Coração. O objetivo desta data é ressaltar a importância desse órgão para uma vida plena e saudável e estimular o desenvolvimento de vários hábitos benéficos. Logo “de cara”, é importante buscar uma alimentação saudável para reduzir a obesidade, assim como criar uma rotina de exercícios físicos, evitar o consumo excessivo de álcool e parar de fumar.

As doenças cardíacas estão relacionadas às principais causas de mortes no mundo. No Brasil, aproximadamente 300 mil pessoas são acometidas por ano, o que corresponde a uma morte a cada dois minutos, de acordo com o Ministério da Saúde. A princípio, hipertensão, diabetes e colesterol alto podem ser evitados por meio de mudanças de hábitos e de estilo de vida. Porém, alguns nutrientes também são importantes para a prevenção de doenças cardíacas, de acordo com as diretrizes da Sociedade Europeia de Arteriosclerose e da Sociedade Europeia de Cardiologia.

“As pesquisas mostram que uma combinação específica de alimentos saudáveis para o coração pode ser muito eficaz para evitar fatores como o colesterol, por exemplo”, explica Claudio Tacconi, gerente sênior de Nutrição Humana da BASF para América Latina. “Já existem soluções convenientes relacionadas a bebidas e alimentos fortificados que são fáceis de serem adotadas no dia-a-dia, além de trazerem um benefício efetivo para a saúde”, considera. Aqui estão três ingredientes funcionais que você pode incluir em sua dieta e que são grandes aliados da saúde do coração:

Fitoesterois:

Podem contribuir para a redução de até 12% do colesterol total, incluindo os níveis de colesterol LDL, conhecido como colesterol “ruim”, que pode se depositar nas artérias e provocar seu entupimento. Também diminuem efetivamente os triglicerídeos. Os fitoesteróis, ou esteróis vegetais, são componentes de gordura natural de todas as plantas, incluindo sementes de óleo, grãos, nozes, legumes, vegetais e sementes de frutas. A quantidade efetiva a ser consumida, segundo a Sociedade Internacional de Aterosclerose (IAS), é de 2g ao dia. As dietas regulares normalmente não garantem a ingestão suficiente de fitoesteróis e o consumo dos alimentos ultraprossessados também compromete essa proporção. Seria preciso ingerir 800g de óleo de soja, 4 kg de farinha de trigo ou 5 kg de brócolis, segundo o FDA Food Composition Data Base. Os alimentos fortificados com fitoesteróis, como margarinas ou a suplementação por cápsulas, podem garantir essa quantia diária.

 Ômega 3:

É importante na prevenção de doenças cardiovasculares, pois ajuda a regular a pressão arterial e a frequência cardíaca, além de prevenir arteriosclerose e infarto do miocárdio. Os dois ômega 3 mais relevantes para a saúde, DHA e EPA, são naturalmente encontrados apenas em espécies marinhas, não sendo produzidos pelo corpo humano. Para alcançar a quantidade, deve-se ingerir diariamente cerca de 50g de salmão cru, 25g de arenque cru ou 17 ovos grandes, os quais podem ser consumidos por meio de alimentos enriquecidos ou suplementos.

 Licopeno:

É uma das mais poderosas substâncias antioxidantes, prevenindo o estresse oxidativo, condição biológica em que ocorre o desequilíbrio entre os radicais livres e o sistema antioxidante das células. Um suprimento adequado de licopeno é importante para evitar doenças cardiovasculares, como a aterosclerose, lesão por isquemia e infarto do miocárdio, além de ajudar contra síndromes metabólicas, obesidade e diabetes mellitus. O licopeno pode ser naturalmente encontrado no tomate, melancia, goiaba e mamão e também é aprovado para uso em suplementos voltados à saúde cardiovascular, saúde do fígado e proteção do sistema imunológico, como prevenção do câncer de próstata.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here