futuras mamães

Selecionamos as cinco dúvidas mais comuns das mamães

Por: Letícia Ferreira      Foto: Shutterstock.com

Após realizar o sonho de ser mamãe, surgem algumas dúvidas para o cuidado com a criança e consigo. A personal gestante e coach de mamães, Gizele Monteiro, selecionou as cinco dúvidas mais frequentes que responde as suas alunas, e explica detalhadamente cada item para a gente!

Muitas perguntas são relacionadas a amamentação de distintas interpretações. Confira:

  1. Estou amamentando e engordando! O que eu faço?

primeira coisa a entender é que a amamentação é uma forte aliada à volta do peso – emagrecimento – e no gasto calórico. Ela gasta muitas calorias! Se a mamãe está amamentando e não está emagrecendo ou até mesmo está engordando é porque está se alimentando de forma errada.

Será que realmente a alimentação está saudável e atendendo as necessidades nutricionais suas e do seu bebê? Muitas mulheres abusam do refrigerante, de doces, outras ficam muito tempo sem comer e depois descontam na próxima refeição. Algumas mamães se queixam que ficam com uma fome insuportável depois de amamentar. De fato isso pode acontecer, não é desculpa para ingerir besteira ou alimentos que não são nada saudáveis. Dessa forma, a “disciplina é fundamental nessa fase.

A rotina de exercícios no seu dia, nem que seja em casa, é fundamental. O exercício ajudará não só na volta do peso, mas também a equilibrar o que está ingerindo. O exercício também aliviará na ansiedade de estar dentro de casa – “trancada” – que normalmente te faz descontar na comida. Esse equilíbrio ajudará também a se sentir mais bonita e de bem com seu corpo.

2. Posso fazer dieta amamentando?

Dietas restritivas, radicais, da moda, ou com baixo aporte calórico não são indicadas após a gravidez. Até mesmo porque a mamãe tem uma necessidade aumentada justamente por causa da amamentação. Basta se alimentar de forma saudável, o peso naturalmente volta ao normal. Se isso não está acontecendo, meu conselho é procurar uma nutricionista para ajustar sua alimentação.

3.   Para voltar ao meu corpo é só amamentar??!!

Muitas mulheres confundem voltar ao peso x ficar em forma. Amamentar ajuda na sua volta do peso. No meu programa online recebo muitas mamães que estão magras, mas suas barrigas estão como se tivessem grávidas de 3-4 meses, algumas até comentam que parecem ter 6 meses ou então são confundidas com grávidas. Se deparam frequentemente com a pergunta se estão grávidas.

A volta do corpo envolve um conceito muito maior: barriga, bumbum, postura, prevenção de dores, assoalho pélvico. As atividades físicas precisam ser direcionadas para auxiliar essa pessoa durante cada movimento, esforço x carga para alcançar de maneira segura e eficaz os resultados como fortalecimento abdominal.

4- Estou amamentando, posso fazer exercícios? O exercício não prejudica a amamentação?

Sim, pode fazer exercícios se você está amamentando. Esse medo é bem comum, mas adianto que um programa especializado e que atenda realmente as suas necessidades não comprometerá em nada a amamentação. A intensidade e o volume da atividade, associada à hidratação adequada, garantem a manutenção da amamentação de forma segura durante esse período especial.

5– Depois de quanto tempo do meu parto eu posso fazer exercícios?

Hoje tem mudado muito o tempo de liberação dos médicos para que a mamãe volte ou inicie os exercícios. Atendo mulheres que em 30 dias pós-cesárea já estão liberadas pelos seus médicos para voltarem para atividades leves como caminhada ou exercícios posturais ou braços. Mas isso ainda não é consenso e depende de cada médica e também da recuperação individual da mulher. O normal são 30-40 dias para parto normal e 40-60 dias para cesárea. Lembrando que sempre o início tem que ser com atividades leves. Nada de voltar ao treino total. E aqui é que quero mudar o conceito do que normalmente vem sendo aplicado. Como coach de mamães e especialista no tema deixo o alerta que “toda mulher que passou pela gestação precisa antes de voltar aos treinos e atividades tradicionais recuperar seu corpo na força abdominal, no alongamento residual que fica nesses músculos, na postura e no períneo, analisando-se ainda se ela teve ou não a diástase”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here