TO PODENDO MATAR!

Como lidar com a terrível TPM no ambiente de trabalho

0

Texto: Tatiana Rudigher
Foto: Divulgação

Quantas conquistas as mulheres tiveram ao longo dos anos. Voto, liberdade sexual, trabalho… Entre várias.  Profissionalmente, uma das lições aprendidas foi que durante a carreira não basta ser apenas uma boa profissional, afinal sua empresa exige de você a capacidade de trabalhar em grupo e controlar as suas emoções em tempos difíceis. É nessa hora que nós, mulheres, temos que conhecer muito bem o nosso corpo, afinal, os hormônios muitas vezes são nossos inimigos!

Um estudo feito pela Unicamp e pelo Centro de Pesquisa em Saúde Reprodutiva de Campinas (Cemicamp) diz que oito em cada dez brasileiras em idade reprodutiva sofrem desse mal. E acaba sobrando para quem está ao redor e é obrigado a conviver com essa fase em que tudo pode virar um grande problema. E se o ambiente for o de trabalho, então melhor redobrar os cuidados.

Encare

A Tensão Pré-Menstrual surge entre uma a duas semanas antes da menstruação e desaparece no fim do fluxo menstrual. As mulheres tendem a apresentar alterações de humor, irritabilidade, choro fácil, dores de cabeça, dificuldades de concentração, entre outros sintomas.

Se nesses dias é realmente difícil lidar com outras pessoas, vale conversar com seu chefe para tentar praticar o Home Office e, claro, procurar ajuda médica ou psicológica. Especialistas explicam que é importante ter em mente que se os sintomas se prolongam por muito tempo, inclusive após a menstruação, o problema pode ser outro. Os psicólogos explicam que, nesse caso, geralmente ocorre uma comorbidade, ou seja: outra enfermidade associada, como algum transtorno. É importantíssimo investigar a origem e a frequência dos sintomas para um controle eficaz.

Amenize

Algumas práticas são fundamentais para amenizar os problemas decorrentes da TPM. Profissionais da área da saúde indicam em primeiro plano uma dieta alimentar – que aumente a quantidade de proteínas e reduza a ingestão de açúcar, sal, café e álcool. Outra atenção deve estar ligada a prática esportiva. Fazer exercícios físicos regularmente evita o estresse e diminui os sintomas. Se necessário, vá ao médico para ele prescrever o uso de suplementos, tais como vitamina B6 ou contraceptivos orais e antidepressivos inibidores da recaptação da serotonina. Paciência, mulheres! Muita paciência…

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here