MITOS E VERDADES SOBRE CUIDADOS COM OS OLHOS

0
Foto: (Divulgação)

Especialista esclarece algumas dúvidas muito frequentes

Quando o assunto é cuidar dos olhos, sempre aparecem diversos mitos e verdades sobre a questão. Entre alguns exemplos muito comuns, estão: É verdade que pingar leite materno nos olhos do bebê ajuda a tratar conjuntivite? Entrar na piscina com lentes de contato não é recomendável? Comer cenoura pode evitar doenças oculares? Esses são apenas alguns questionamentos que muitas pessoas fazem sobre o assunto.

No entanto, é preciso estar atento para esses mitos e verdades que surgem, afinal, os olhos são uma das partes mais sensíveis do corpo humano, por isso, nada melhor que sempre consultar um especialista no assunto quando necessário. Para isso, a Dra. Milena Naomi, especialista do HCLOE – Oftalmologia Especializada, esclarece o que é mito e o que é verdade sobre a saúde ocular.

A médica separou alguns esclarecimentos exclusivos para as leitoras da revista Bem Mulher, confira:

  • Poluição, stress e sol podem prejudicar a visão?

VERDADE. Segundo Naomi, são grandes vilões dos olhos no dia a dia. “A primeira pode afetar os olhos através da poeira e das pequenas partículas e impurezas suspensas no ar que ao entrarem em contato com o órgão, propiciam o surgimento de alergias oculares, irritações e lacrimejamento. Já o estresse aumenta os níveis da fadiga ocular, e pode ocasionar sintomas de visão embaçada e miopia induzida”, detalha.

Quanto à exposição ao sol, a médica orienta que o problema está na radiação solar ultravioleta, que, em níveis muito elevados, podem contribuir para o aparecimento de problemas oculares como a catarata.

  • Óculos podem perder a validade?

DEPENDE. De acordo com a profissional, a validade de um óculos depende da mudança de grau de cada pessoa, e, para isso, não existe uma regra fixa. Algumas pessoas podem manter um grau instável por muitos anos, enquanto outras, podem ter sua visão alterada em cerca de seis meses. Dra. Milena explica que diversos fatores podem influenciar essa mudança. “Em crianças, por exemplo, o crescimento natural do olho pode afetar o grau, diminuição da acomodação da córnea, catarata, diabetes mellitus mal controlado, alteração de curvatura da córnea, entre outros. Por isso, é recomendada uma consulta oftalmológica anual para avaliar o grau e a validade do óculos”, pontua.

  • Pingar leite materno nos olhos do bebê ajuda a melhorar a conjuntivite?

MITO. Este é um grande mito a respeito da conjuntivite infantil. Apesar de o leite materno ter grandes propriedades para o sistema imunológico, não é recomendada a sua aplicação nos olhos do bebê. “O ideal, nesses casos, é procurar um oftalmologista infantil para serem tomados os cuidados necessários”, ressalta a especialista.

  • Pressão alta pode prejudicar a visão?  

VERDADE. Conforme orienta a doutora, o aumento da pressão arterial pode sim causar diversas alterações oculares importantes. “A retinopatia hipertensiva é a principal doença ocular relacionada a esse sintoma”, enfatiza. “O aumento da pressão arterial leva a uma alteração nos vasos sanguíneos que irrigam essa estrutura. A longo prazo, após anos de hipertensão, esses vasos podem se tornar finos e rígidos, impedindo a oxigenação da retina, e em alguns casos, ocasionando até mesmo, hemorragia. O controle da pressão arterial é imprescindível para uma boa saúde ocular”, explica.

  • Olhar para o sol pode cegar?

VERDADE. Para finalizar, a médica esclarece essa dúvida tão recorrente, de acordo com ela, o mais perigoso nesse caso é a exposição aos raios ultravioletas, que podem causar uma espécie de queimadura no globo ocular. Esses raios, geralmente, são acentuados na areia ou na água e, por isso, é normal apresentar sintomas como lacrimação excessiva e incômodo nos olhos. Em situações esporádicas, os sintomas aparecem 36 horas após a exposição. De forma prolongada, a exposição ao sol pode causar lesão irreversível na retina, levando até mesmo, a perda da visão. Dra. Milena Naomi alerta para o risco semelhante em alguns feixes de luz. “O mesmo princípio vale para os feixes de laser artístico utilizados em shows e baladas, se forem mirados nos olhos por muito tempo”, finaliza.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here