grávidas transmitem sensações para o útero

As sensações também influenciam as crianças no útero

Por: Letícia Ferreira      Foto: Shutterstock.com

Seja uma gravidez desejada ou não, os medos e incertezas sempre surgem durante esse período com as mudanças físicas no corpo da mulher. O emocional influencia muito, tanto a futura mamãe, quanto o bebê.

Durante a gravidez, é possível que traumas vividos na infância, venham à tona, segundo a psicóloga Lizandra Arita. “Sem que ninguém perceba, todas as pessoas guardam perturbações no inconsciente que foram vivenciados durante a gestação da própria mãe. Por conta das alterações hormonais, a mulher fica mais sensível e estes abalos chegam de uma forma mais radical e podem afetar diretamente o bebê.”, alerta a psicoterapeuta.

Assim como tudo o que comemos e vivenciamos, acaba influenciando na criança que está no útero, as sensações também, sejam elas boas ou ruins. “É importante que a mulher transmita ao seu filho a segurança de que as sensações negativas do dia a dia pertencem somente à ela. Conversar diariamente com o bebê explicando que ele não tem culpa nisso faz com que o bebê fique em paz dentro da barriga.”, aconselha Lizandra.

A depressão pós parto também acontece, isso devido a sensação de cobrança e de culpa das mamães. “Muitas mães se sentem culpadas ou inseguras pelo medo de não estarem fazendo o melhor papel ao seu filho. O principal conselho é deixar claro que ela está dando o melhor de si. Além disso, mesmo sendo difícil, o recomendável é que a mulher descanse bastante para que não desenvolva crises de ansiedade, o que pode afetar o bebê.”, concluiu a médica.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here