Texto: Tatiana Rudigher
Foto: Divulgação

Só de pensar em depilação com cera os olhos já começam a lacrimejar. E as irritações na pele que aparecem quando a mulher se depila com lâmina? Chatíssimas! As mulheres que acham essas duas opções incômodas devem ter pensado em técnicas de depilação a laser ou foto depilação.

Os dois procedimentos têm aspectos parecidos, mas são diferentes, pois cada um utiliza luz específica para atingir a raiz do pelo – o que é determinante para sua eficácia.

De acordo com especialistas nenhuma das técnicas é definitiva na eliminação dos pelos, elas são progressivas. Na maioria das pacientes há uma redução de 80 a 90% dos pelos, depois de seis ou oito sessões. Depois é suficiente uma sessão de manutenção a cada seis meses ou um ano – dependendo do caso e da técnica utilizada – mas é necessário porque novos pelos podem nascer. Porém os fios nunca mais serão grossos como antes.

Fotodepilação: prós e contras

Conforme dermatologistas apontam é um método realizado com luz pulsada de baixa intensidade, com vários comprimentos de onda, e outras luzes não-laser, que têm efeito de enfraquecer e debilitar o pelo e seu bulbo, mas não tem a capacidade real de destruir as células germinativas da raiz dos fios. Além disso, por se tratar de uma luz difusa, é recomendada a raspagem dos pelos antes da sessão de fotodepilação, assim fica mais fácil direcionar a energia para a raiz.

Prós: É indolor; É mais barato (o preço varia de R$ 55 a R$ 120 dependendo da área e sessão); Garante redução de 70% a 80% dos pelos; A sessão é mais rápida.

Contras: Não pode ser feita em pessoas negras ou bronzeadas (a luz procura pela melanina, que é o que dá cor ao pelo. Como a pele negra ou bronzeada contém alta densidade desta substância, a luz não vai diferenciar o pelo da pele e vai causar queimaduras no cliente); Não funciona em pessoas com pelos loiros, brancos ou ruivos; Existe o risco de aumentar a quantidade de pelos ou torná-los mais finos, sem eliminá-los; Manutenção deve ser feita pelo menos uma vez por ano; Requer um número maior de sessões.

Depilação a laser: prós e contras

Dermatologistas explicam que o laser é uma luz com feixe reto, focado especificamente para a célula alvo. A intensidade de sua onda atinge as células germinativas da raiz dos pelos, o que o torna mais eficaz, já que impossibilita durante muito tempo que o pelo cresça.

Prós: Após o tratamento inicial, não é necessário fazer manutenção; Elimina 80% dos pelos; Requer menos sessões; Existe depilação a laser para peles negras e bronzeadas.

Contras: Dói; É mais caro (pode custar de R$ 60 a R$ 2.000 dependendo da área e sessão); Não funciona em pessoas com pelos loiros, brancos ou ruivos; A sessão é mais demorada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here