Soluções para manter amizades sem brigas e o bolso saudável

Por: Letícia Ferreira      Foto: Shutterstock.com

Existe algo mais desagradável do que emprestar dinheiro para amigos e familiares e precisar cobrar para receber, ou acabar nem recuperando o dinheiro? As vezes acabamos perdendo a amizade e o empréstimo.

A consultora e professora de economia Anapaula Iacovino Davila traz dicas e orientações sobre como agir nesses casos.

1 – Como evitar calotes de pessoas próximas a você?

Aprender a falar NÃO é a melhor maneira, para não arriscar amizade e dinheiro. Se emprestamos dinheiro por consideração, na hora que recebe calote, a pessoa que emprestou ficará ainda mais chateada e se sentindo duplamente traída, por fazer sacrifício pela amizade e por perder o dinheiro emprestado.

2 – Emprestou dinheiro, pagou algo para a pessoa te devolver depois o valor, mas nunca recebeu. O que fazer para evitar esse tipo de situação?

Faça uma breve pesquisa sobre a pessoa para qual emprestará o dinheiro. Consulte amigos ou parentes para saber se outros já emprestaram e ajudaram quem te pede dinheiro.

3 – Como cobrar, sem perder a amizade (e o dinheiro)?

Antes de qualquer coisa defina o que será mais importante: O dinheiro ou a amizade?

Se for o dinheiro, evite emprestar! Agora se emprestar, depois para cobrar você precisa sensibilizar o outro, ser delicado para conversar e explicar. “Olha, eu te ajudei quando você precisou, mas agora sou eu que estou precisando desse dinheiro”.

Se a pessoa é mais importante do que o dinheiro emprestado, a atitude precisará ser igual, porque se você cobrar de forma bruta, pode perder a razão correndo o risco de ficar sem o dinheiro e sem a amizade.

4 – Usar tecnologias para organizar finanças que envolvam familiares e amigos podem colaborar para evitar calotes?

Uso das tecnologias facilita muitíssimo a organização das contas. Seja para pagar ou para receber. Se tiver mecanismo de cobrança facilita no caso de precisar cobrar, além de evitar o constrangimento para falar do assunto, reduz o desgaste pessoal.

5 – Faz alguma diferença receber aqueles poucos reais que você emprestou, mas que nunca lembra de receber ou fica constrangida em cobrar?

Esses pequenos calotes prejudicam seus orçamentos, sim. Se você recebeu algo que não esperava, guarde! Faça uma poupança para emergências.

6 – Como organizar-se para receber dinheiro de diversas pessoas (eventos pessoais)?

Ter uma planilha com os nomes de todos os envolvidos, quanto cada um deve pagar e quem já pagou é fundamental para se evitar o calote. Parcelamento e cheque pré-datado são boas soluções, porque às vezes pode até acontecer de a pessoa deixar de pagar por esquecimento ou desorganização.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here