Estética facial

Veja as grandes diferenças entre botox e preenchimento facial

Por: Letícia Ferreira      Foto:

Os procedimentos de rejuvenescimento facial, ainda são muito procurados em relação a estética. Seja pela sua eficácia, muitas vezes, aparente imediatamente ou pelo seu custo/benefício, o botox e os preenchimentos ocupam espaços de relevância entre o público feminino.

Mas é necessário entendermos para o que e como cada um deles funcionam no nosso organismo, para escolher qual atende melhor as nossas necessidades. Para este comparativo, a cirurgiã plástica, Beatriz Lassance, de São Paulo, médica membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e da Isaps (International Society of Aesthetic Plastic Surgery), destacou os principais pontos do botox e do preenchimento.

Veja abaixo as listas e escolha o seu procedimento favorito:

 

Botox

  • A toxina paralisa o músculo e impede a contração muscular, responsável pela formação de rugas;
  • Normalmente, é usada para tratar os pés de galinha (linhas ao redor dos olhos), rugas entre as sobrancelhas, na testa, no queixo e vincos no pescoço. Em alguns casos, pode ser aplicada para tratamento de bruxismo e hiperidrose.
  • Com relação ao aparecimento de novos sinais, apresenta alto poder preventivo, na medida em que a paralisação do músculo impede a contração da região e evita formação de novas linhas.
  • Desconfie do preço porque, apesar de existir diversas marcas, esse é um produto caro. A ampola vem com um pó, que tem de ser diluído. Uma subdose pode deixar o efeito menos duradouro e, nesse caso, o paciente pode precisar de outra aplicação mais rápido. Isso pode sensibilizar o organismo, que pode produzir anticorpos contra a toxina de forma que ela não terá mais efeito;
  • Doses além do necessário podem provocar exageros visualmente não agradáveis;
  • Um dos efeitos da toxina, quando mal aplicada, é o enfraquecimento do músculo que eleva a pálpebra de cima, surgindo a ptose palpebral, em que a pálpebra fica caída.

Preenchimento

  • O ácido hialurônico preenche um espaço sob a pele e atrai água para o local em que foi aplicado, melhorando a hidratação;
  • Normalmente, é usado nas maçãs do rosto para aumentar o tônus e volume da região, nos lábios para volumização, no dorso do nariz para eliminar marcas, na região da mandíbula para melhorar o contorno facial e na área dos olhos para amenizar olheiras e bolsas.
  • Em alguns casos, é possível também fazer a reconstrução do lóbulo de orelha, usar uma concentração mais pesada para fazer o contorno da mandíbula e aumentar o queixo, e na região do pescoço, colo e dorso das mãos para efeito de hidratação, melhoria da densidade e da textura da pele;
  • Com relação à prevenção de novos sinais, o ácido hialurônico, de baixa intensidade tem alto poder hidratante e estimula colágeno, o que também traz efeito preventivo;
  • Para trazer mais naturalidade e evitar exageros, o ácido hialurônico pode ser melhor aproveitado se usado em menor quantidade e feito em mais sessões. Isso dá um aspecto mais natural e os resultados são gradativos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here