A dentista Melani Nunes esclarece dúvidas sobre o procedimento estético

Especialista esclarece dúvidas sobre o procedimento estético

A busca por um rosto mais bonito e harmônico através da harmonização facial é um dos procedimentos estéticos que ganhou destaque nos últimos anos. Mas será que é indicado para todos os tipos de pele?

A Dra. Melani Nunes, dentista e especialista em harmonização facial, esclarece essa e outras dúvidas sobre harmonização e desarmonização facial.

Harmonização facial é indicada para todos os tipos de pele

VERDADE – A Harmonização é indicada para todos tipos de pele, podendo ser realizada até mesmo em pacientes com cicatrizes e acnes no rosto.

Harmonização facial deixa a pele esticada e faz perder a sensibilidade

MITO – As aplicações do ácido hialurônico e da toxina botulínica são feitas de formas superficiais e por isso não alteram a sensibilidade da pele.

Harmonização facial pode ser realizada por cirurgião dentista

VERDADE – Inclusive é uma especialidade exclusiva da odontologia.

Os resultados parecem artificiais

MITO – Cada pessoa possui traços e características únicas que devem ser consideradas ao realizar procedimento. Por isso, a Harmonização é feita com base em um estudo detalhado e individualizado do rosto do paciente, visando sempre resultados naturais.

O preenchimento facial é um procedimento definitivo

MITO – O componente utilizado nos preenchedores é feito de ácido hialurônico que com o passar do tempo é reabsorvido pelo organismo.

A bichectomia envelhece ou provoca flacidez

MITO – A bola de bichat fica em uma camada profunda do rosto.

Tem restrição de idade

MITO – Havendo indicação de um profissional capacitado e a necessidade pode ser feito em qualquer idade.

Se fizer muitas vezes, com o tempo o procedimento perde o efeito

MITO – O resultado é acumulativo em alguns procedimentos.

Desarmonização é irreversível

MITO – A desarmonização pode ser totalmente reversível se for feito com ácido hialurônico.

O que é desarmonização?

São casos mal sucedidos de harmonização facial, onde o paciente não está satisfeito com o resultado.

Qual processo para corrigir uma desarmonização?

Conseguimos reverter com uma enzima chamada hialuronidase.