Texto: Tatiana Rudigher
Foto: Divulgação

A maioria das mulheres deseja conquistar o corpo perfeito e, em geral, recorrem à dieta em primeiro lugar para enxugar a silhueta. Mas depois de mandar os “quilinhos” a mais embora, o que fazer com a pele flácida que sobrou e continua a render medidas extras? Sem desespero. A flacidez é um problema característico do envelhecimento cronológico e atinge todos os tipos de pele. Todas terão que lidar com isso um dia, então por que não se prevenir?

A flacidez pode ser definida, resumidamente, como a falta de tonicidade da pele. Pesquisas concluem que a partir dos 25 anos passa a ocorrer fisiologicamente uma diminuição das fibras elásticas, do tecido subcutâneo e do colágeno, resultando em despregamento de todas as camadas cutâneas, ou seja, o afinamento natural da pele. Além disso, há reabsorção dos ossos da face e perda ou deslocamento da gordura que antes sustentava a pele. Justificando a sensação de que a pele está ‘caindo’ e perdendo a sustentação.

Principais combatentes

Algumas atitudes simples podem retardar o aparecimento das indesejáveis “pelanquinhas”. Usar filtro solar diariamente, não fumar, praticar exercícios físicos regularmente, manter uma alimentação balanceada, evitar alterações rápidas no peso, inclusive na gravidez, são algumas delas. Fazer reposição hormonal na menopausa e usar cremes com ativos que estimulem a formação de novo colágeno ajudam a evitar o aparecimento precoce da flacidez.

Especialistas concordam que, contra a flacidez, três ingredientes colaboram para montar o cardápio da extrema firmeza: combater os radicais livres, diminuir o acúmulo de gordura e aumentar o tônus muscular. Com o seu cardápio livre de alimentos de alto índice glicêmico e recheado de alimentos antioxidantes, basta acrescentar as proteínas, afinal, quando em baixa no organismo, elas induzem a flacidez.

E as gorduras? De fato, elas são uma das maiores inimigas de quem deseja manter um corpo bem durinho. Mas, ao contrário das saturadas, existem as gorduras mono e poliinsaturadas, chamadas de gorduras do bem, que retardam a absorção do açúcar e reforçam a estrutura da membrana das células, mantendo o colágeno saudável e protegido. E, por fim, não se esqueça da boa e velha gelatina! ‘Número um’ no combate a flacidez, é um alimento extraído do colágeno que, quando digerida, fornece aminoácidos importantes para reconstituição e regeneração de algumas articulações.

Procure sempre um especialista, faça exercícios físicos e dê um fim às pelancas!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here