SAIBA COMO TER UM RELACIONAMENTO SEM MÁSCARAS

0
Foto: (ShutterStock.com)

Por: Wandy Ribeiro

Terapeuta enfatiza que é preciso exercitar a intimidade real do casal

Encontrar a pessoa amada é o desejo de muita gente. No entanto, mais difícil do que encontrar a “alma gêmea” é manter o relacionamento de forma saudável e duradoura. Muitas vezes, é comum que a pessoa se comporte com o par, como se estivesse em uma peça de teatro e fosse o protagonista do espetáculo, na busca de impressionar e suprir as expectativas do parceiro (a).

Mas afinal, isso é saudável? Segundo a terapeuta, Camilla Couto, criadora do “Blog das Amarildas”, exercitar a real intimidade é fundamental para o bem-estar de qualquer relação. “Mais do que viver a dois, do que dormir juntos, do que conhecer segredos, intimidade é se mostrar para o outro como realmente somos, sem medo, sem culpa, sem máscaras e sem julgamentos. Se tornar íntimo de alguém, parte do princípio de que conhecemos nossa luz e nossa sombra, aceitamos e acolhemos nossas vulnerabilidades mais profundas e, ainda assim, nos abrimos cheias de coragem e com muito amor”, enfatiza.

A profissional ainda explica que, deixar que o outro enxergue nossos medos, traumas, “demônios”, fraquezas e nossas cicatrizes, é permitir que ele realmente conheça o nosso coração. Sem essa intimidade, uma relação fica sempre à mercê de limites que não podem ser ultrapassados, exatamente para que o companheiro não nos conheça integralmente. “Acreditamos que nossas máscaras são capazes de nos proteger, enquanto, na verdade, apenas nos privam de ter um relacionamento verdadeiro e profundo”, ressalta.

Para finalizar, a especialista diz que se a pessoa tem receio de mostrar que realmente é, na verdade, pode ser um sinal de que não se aceita com seus defeitos e virtudes. “Se temos medo de mostrar quem realmente somos é porque, em primeiro lugar, não aceitamos nosso verdadeiro eu. Para que possamos estar prontas para nos entregarmos por inteiro a uma relação, precisamos exercitar o árduo trabalho do autoconhecimento. Imagine viver ao lado de alguém com medo constante de que essa pessoa te conheça efetivamente. Pois isso acontece na maior parte dos relacionamentos que temos durante a nossa vida”, conclui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here