A estilista Patrícia Granha, do Jardim Secreto Atelier, usando blusa confeccionada a partir de vestido de noiva da coleção
Evento Atelier Jardim Secreto com Patrícia Granha e convidados. São Paulo, 25/09/2019. Foto: Murillo Medina Fotografia. +5511-999-451-695. http://www.murillomedina.com.br

Com a nova coleção Prêt-à-Porter, a estilista Patricia Granha, do Jardim Secreto Atelier, pretende auxiliar as noivas a fazerem escolhas mais responsáveis

Fazer do vestido de noiva um produto mais consciente. Essa é a proposta da estilista Patricia Granha, do Jardim Secreto Atelier, em São Paulo (SP), com a coleção Prêt-à-Porter, que inclui dez modelos de vestidos de noiva que já saem do ateliê da estilista com a intenção de serem utilizados por um longo tempo, totalmente avesso a ideia do descarte rápido ou do esquecimento no armário.

É que, no período de até um ano após o casamento, a estilista convida a noiva a retornar ao ateliê para que o vestido se transforme em saias, tops ou, até mesmo um vestido curto despojado, ou com detalhes modernos, peças que serão usadas no dia a dia, no trabalho ou nos momentos de lazer.

Por trás da ideia, está a preocupação com as questões ambientais e sociais da indústria da moda que, nas últimas décadas, com o movimento fast fashion, passou a produzir mais de 1,2 bilhão de gases de efeito estufa a cada ano. Por tudo isso, para a estilista Patricia Granha, usar um vestido de noiva uma única vez é “um grande desperdício”.

Com a nova prática do Jardim Secreto Atelier, a peça deixa de ser um “incômodo” no armário e estimula uma atitude mais consciente e responsável, entre as clientes. “Comecei inserindo hábitos sustentáveis dentro de casa e quis transpor isso para o meu ambiente de trabalho”, explica Patrícia. “Este projeto representa o mindset da minha vida, fazer mais com menos”, conclui.

Modelo usa vestido de noiva da coleção Prêt-à-Porter da estilista Patrícia Granha

Com a coleção Prêt-à-Porter, a estilista Patrícia Granha quer plantar a ideia do consumo consciente e, ao mesmo tempo, empatiza com o lado afetivo das mulheres em torno do sonho do vestido de noiva, já que, sempre que utilizarem as peças originadas de seus vestidos, virão à tona as memórias especiais do dia do casamento. Ou seja, o vestido de noiva sustentável agrega também um viés emocional e inspirador.

Na coleção Prêt-à-Porter, a estilista Patrícia Granha apresenta dez modelos confeccionados com rigor técnico e acabamento de alta costura. As peças foram inspiradas em um conjunto de vestidos de noiva sob medida, feitos ao longo dos mais de dez anos do Jardim Secreto Atelier. Todas são numeradas e tem tiragem limitada. “Desta forma, eu vou manter o tom de exclusividade, uma característica importante do meu ateliê”, conta Patricia.

 Cada vestido recebe um nome feminino. “Decidi fazer uma homenagem às noivas que já passaram por aqui; assim, cada um deles leva o nome da mulher que o adquiriu naquele determinado momento da história do atelier”, diz.

 Seguindo o conceito do sustentável e da economia circular, o minimalismo dá o tom da coleção, com vestidos que se destacam pelo design marcante e fashionista, prontos para serem repaginados à quatro mãos, após o grande dia.