Texto: Redação
Foto: Divulgação

Nos últimos anos, o ballet clássico ganhou popularidade entre os adultos. Sim! Até mesmo para aqueles que nunca dançaram na vida. Mas por quê? Simples. As aulas deixaram de ser voltadas às pessoas que querem se tornar bailarinas profissionais e passaram a ser encaradas também como uma opção de exercício físico.

Fisicamente, esse estilo de dança melhora musculatura, postura, coordenação motora, flexibilidade, equilíbrio e ritmo. As principais áreas trabalhadas são a barriga, bumbum e coxas e uma das vantagens em relação a outros tipos de dança é que o fortalecimento dos músculos ocorre quase sem o aluno perceber.

De acordo com a professora e diretora da Ritmo Espaço de Dança em São Paulo, Sabrina de Souza, o ballet também é indicado para diferentes problemas de coluna, como escoliose, hiperlordose e dipercifose. “A técnica clássica ajuda muito em alguns desvios posturais, é claro que em casos é somente uma associação junto com os tratamentos médicos”, diz a professora.

Sabrina ressalta que os benefícios do ballet para a postura surgem exatamente do fato da exigência de uma postura ereta com abdômen bem colocado, ombros e quadris alinhados, pescoço alongado e nuca alinhada com a coluna. “As alunas de ballet clássico levam essa postura para sua vida cotidiana e se manter com a coluna ereta se torna um habito, melhorando assim dores na coluna e alguns desvios ou problemas”, explica.

Veja também